Edifício Mostarda

Vila Real de Santo António, Portugal

2018 – 2021

O segundo capitulo do Edifício Rosa começa com o regulamento municipal. As regras estabelecidas nesse documento permitiam-nos construir um novo volume na parte de trás do lote alinhado pela Rua da Princesa. Sendo o centro de Vila Real de Santo António protegido patrimonialmente, existem regras estritas a seguir: (1) todas as novas edificações estão obrigadas a ter exactamente 12 m de altura; (2) de modo a conseguir-se uma distinção clara entre os edifícios existentes e as novas adições, o desenho de fachada não dever seguir as regras do estilo pombalino: janelas rectangulares de sacada organizadas numa grelha ortogonal.

 

Partimos do desafio criado pelos regulamentos e criámos um edifício de quatro pisos dividido em dois de modo a conseguir mais luz no pátio central. De forma a incrementar as oportunidades de interação social e enriquecer o programa do complexo residencial, foi decidido destinar o último piso para uma pequena piscina e um terraço para banhos de sol.

 

Para a fachada, optámos por um conjunto de janelas de correr de uma só folha desalinhadas entre si. A dimensão das janelas e a sua habilidade em desaparecerem dentro das paredes, permite transformar salas de estar em espaços abertos semi-exteriores que aproveitam ao máximo o bom tempo desta região. O exterior do edifício foi pintado de um mostrada suave de modo a complementar o rosa do edifício existente e vincar a personalidade distinta das duas metades do projecto.

 

No interior, a opção foi fazer o caminho oposto ao exotismo usado no edifício existente e desenhar um interior calmo com madeira e terrazo creme comum a todos os cinco novos apartamentos. A esta atmosfera tranquila adicionámos um elemento singular: uma divisória em prumos de madeira pintados em gradiente rosa que organiza os espaços sociais de cada apartamento e, ao mesmo tempo, faz a conexão cromática ao princípio desta história: o edifício rosa, que agora passou a ser rosa-mostarda.

Projecto Edifício Mostarda

Localização Vila Real de Santo António, Portugal

Promotor Privado

Programa Recuperação, ampliação e divisão em fracções de edifício pombalino

Área 678 m2

Fase de projecto actual Construído

Data 2018 – 2021

Autoria Aurora Arquitectos + FURO

Equipa de Arquitectura Sérgio Antunes, Sofia Reis Couto, Tânia Sousa, Carolina Rocha, Rui Baltazar, Ivo Lapa, Dora Jerbic, Anna Cavenago, Afonso Nunes, Kasia Cichecka + António Louro, José Castro Caldas, Paula Vargas

Fiscalização Iberplano

Construção Francisco Rodrigues – Cervimat

Mobiliário A Linha da Vizinha e Takt

Reportagem Fotográfica do mal o menos